Métodos de Musicalização para Bebês

 

Para os bebês são apenas momentos divertidos, mas o método de musicalização de bebês vai muito além dessa ideia, como já vimos por aqui. Os profissionais de música são capacitados para apresentar maneiras, dentro da teoria musical, a incentivar os pequenos de maneira objetiva e pensada.

Com os bebês em uma fase de aprendizado incrível e sem freios, a música oferece diversas possibilidades para desenvolver suas capacidades, sobretudo com a criatividade. E é sobre ela que vamos falar aqui, sobre os métodos de musicalização de bebês que podem estimulá-los desde novinhos.

O principal objetivo dos encontros é promover o fortalecimento do vínculo afetivo entre o bebê e o adulto acompanhante que pode ser a mãe, o pai, os avós e a babá.

Os adultos brincam, cantam, dançam e tocam os instrumentos interagindo com os bebês. Através das vivências musicais como canto da música tradicional da 1ª infância, movimentação corporal, exploração de elementos lúdicos, fontes sonoras variadas, massagem e relaxamento.

O grupo vivencia momentos lúdicos e divertidos, compartilhando experiência musical, recebendo estímulos e aprendendo da melhor maneira: brincando!

Os métodos de musicalização de bebês

Todo mundo pode realizar processos de musicalização. Os pais são um dos primeiros que apresentam esses aspectos aos bebês, ao reproduzir, da forma deles, o som de animais, objetos e movimentos que lhes chamam a atenção.

E é com esse mesmo princípio que os métodos utilizados pelos professores são aplicados, porém de uma forma mais direcionada e específica. A sala de aula é o centro das atividades, com o professor animando os pequenos através de melodias, cantigas, e brincadeiras que façam com que os próprios busquem reproduzir aqueles sons.

Para ilustrar melhor como funcionam esses métodos, separamos algumas ideias a seguir. Os pais podem estender essas ideias em casa – como já bem sabemos, usar a música para animar o bebê também é uma forma de aumentar o vínculo entre si.

Brincadeiras musicais

É o método de musicalização mais comum e o mais eficiente. As brincadeiras sempre giram em torno das músicas e cantigas, que podem ser em cirandas ou não. Ao aliar as músicas e cantos com movimentos, as crianças conseguem assimilar com mais facilidade, e aplicar com a mesma animação.

 

Palmas e batidas

Para suplantar essa questão, os professores e pais podem adicionar os sons com palmas e batidas.

 

Brinquedos populares e sonoros

Exploração de brinquedos populares, como piões sonoros, chocalhos de bebês, brinquedos que imitam sons de animais, sinos de vários tamanhos, pios de pássaros, entre outros, são materiais interessantes que podem ser utilizados na realização das atividades musicais.

 

Integração com outras formas de musicalização

Sendo uma forma de expressão artística, os pais e professores não precisam se limitar apenas a ela, embora continue sendo sempre o destaque. Teatros de fantoches, desenhos e animações são alguns exemplos de expressões que podem ser ligadas a música, e criar um universo lúdico ao bebê.

Músicas para relaxar

Músicas servem para relaxar na mesma medida que servem para estimular. Com os adultos isso é muito normal, e com os pequenos também podem ser. Ao final da aula de musicalização, podem haver ideias e aplicações de músicas um pouco mais relaxantes, e criar outros tipos de estímulos para os bebês, para que sejam capazes de associar o som com o momento de relaxar.

Os métodos de musicalização de bebês vão mais além nas possibilidades. Tudo vai depender das necessidades dos pequenos e da criatividade dos professores e pais. Instigue sempre os seus pequenos, e até a próxima!