O papel do professor na Musicalização Infantil

professor de Musicalização Infantil

O papel do professor para a musicalização de infantil não é apenas importante, como fundamental em seu sucesso. É através dele que a música, em seus aspectos didáticos e artísticos, exerce grande papel no crescimento dos pequenos. E justamente por isso que a responsabilidade e o preparo desses profissionais devem ser sempre levados em conta.

O professor de musicalização infantil deve combinar tanto o seu conhecimento na música – e aqui, quanto mais versátil e aprofundado, melhor – como os aspectos pedagógicos mais importantes e necessários. Por mais divertido que possa ser para os pequenos e para os professores, ainda é um processo educacional, então todo cuidado é importante.

Para ilustrar melhor essas questões, vamos mostrar alguns dos pontos mais importantes que um profissional de música deve possuir, além de algumas dicas importantes para o momento.

Qual é o papel do professor na musicalização de bebês?

Um professor de música para bebês tem um papel mais do que educacional na vida dos pequenos. Como já vimos aqui, a música não apenas pode estimular e ensinar as crianças, como também é uma forma de introdução a cultura como um todo.

Assim, o professor de musicalização tem como papel trazer um pouquinho do que temos de melhor em nossas expressões artísticas, e apresentá-la de uma maneira adequada à realidade dos bebês. Mas como exatamente o professor deve passar esses conhecimentos?

Conhecendo a música e as crianças

Obviamente, um professor de música deve ter os conhecimentos técnicos e acadêmicos da arte. A teoria musical vai ensinar conceitos de harmonia, ritmo, melodia e outros aspectos de maneira intuitiva aos pequenos, sem necessariamente trazer aspectos técnicos.

Quanto a forma de apresentação, lembre-se que são crianças: curiosas, ativas e ávidas por atividades e que precisam ser bem estimuladas para terem sua atenção. Aqui, a musicalização também deve ser pensada de uma forma divertida e instigante, para que os pequenos aprendam e se desenvolvam brincando.

Juntamente a esses conhecimentos, são apresentadas músicas de estilos variados que sejam compatíveis com os pequenos. E aqui, o trabalho deve ser em conjunto com pedagogos e os próprios pais. Clássicos da MPB tem diversas vertentes instigantes que dialogam bem para as crianças, assim como as canções folclóricas e repertório infantil moderno (Ex: Palavra Cantada).

A interação dos bebês

Pelos pontos tratados até aqui, a impressão inicial é que os professores só conseguiriam interagir com crianças com alguns anos de vida, não é? Mas quando falamos em bebês, podemos considerar a partir dos 6 meses de idade. Nesta fase, os bebês já conseguem responder a estímulos sonoros, e se atentar a eles.

O professor, através de algumas cantigas e melodias leves com instrumentos musicais variados, consegue atrair a atenção dos pequenos, e fazer com que eles próprios reproduzam esses sons. Existe uma variedade de instrumentos musicais especialmente desenhados para crianças, que podem ser usados por elas.

Os professores na musicalização para bebês são formados em Musicoterapia e tem o papel fundamental de iniciar os pequenos em uma das formas mais antigas de expressão artística, de uma forma divertida, instigante e que seja fundamental em seu crescimento.