Quais tipos de música para tocar na musicalização infantil?

Entende-se que na musicalização infantil, o ideal é buscar por músicas com temas e melodias leves, que deem aos pequenos um ambiente lúdico e estimulem os aspectos cognitivos. Até aí, nada que saia do escopo no qual os educadores estão habituados. Mas quais músicas, de fato, devem figurar nas aulas?

Um bom direcionamento para essas questões está em nosso próprio país. Com diferentes regiões, histórias e aspectos culturais, é possível apresentar todo tipo de música de forma lúdica e dentro das necessidades dos pequenos.

Os tipos de música ideais para tocar na musicalização infantil

De nada adianta apenas falarmos sobre as culturas em si, sem irmos a fundo no que realmente pode ser interessante para os pequenos, e para os educadores também. Afinal, a musicalização deve ser um momento bacana para todos.

 

1 – MPB

Pode parecer exagero ensinar um estilo que pode ser um pouco cansativo para os pequenos, mas existem alguns artistas cujas obras também se direcionam às crianças. Ótimos exemplos incluem Pato Fu, Adriana Calcanhoto e o projeto Zoró, do artista Zeca Baleiro.

A Música Popular Brasileira, quando escolhida e tocada a dedo, pode exercer um papel muito importante na formação cultural dos pequenos. Eles conhecem o segmento tradicional, podendo, futuramente, expandir seus interesses para outros tipos de música.

2 – Cantiga de Roda

É a música infantil clássica e muito conhecida no Nordeste. Tais como a literatura de cordel e suas danças tradicionais de vários estados, as cantigas de roda são incentivadas não apenas em ambientes didáticos, como também nas brincadeiras de rua.

As cantigas de roda geralmente envolvem dancinhas em conjunto com as crianças, em roda, cantando a música acompanhada pelo professor. Nas aulas de musicalização infantil, a roda não precisa ser uma regra, mas pode ser incentivada pelos educadores.

3 – Músicas Poéticas

A poesia, de uma forma indireta, se relaciona com a música. Seus versos ritmados trazem histórias inspiradoras e metáforas bonitas sobre a vida. E o que não faltam são projetos de musicalização infantil que trazem melodia e harmonia musical a esses trabalhos poéticos.

Trazer essa combinação para o ambiente lúdico das crianças é uma forma única e incrível de estimular a criatividade. E não faltam poetas nacionais que proporcionam essa diversidade imaginativa aos pequenos. Manoel de Barros, Cecília Meireles, Vinícius de Moraes e Rosa Clement são apenas alguns dos exemplos, que podem ir além para combinar a poesia e a musicalização infantil.

Estes são apenas alguns exemplos, obviamente. A lista pode ir muito além, dependendo das escolhas dos próprios pequenos, ou melhor dizendo, das suas respostas a esses estímulos. Através dessas pequenas viagens a determinadas regiões, é possível conhecer muito da cultura nacional e saber com mais propriedade o que tocar na musicalização infantil.

Incentive a música para as crianças. Faz toda diferença!