O que é Musicoterapia e os Seus Benefícios

Musicoterapia e seus benefícios

 

Musicoterapia é a utilização da música e de seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) para facilitar e promover a comunicação, a relação, a aprendizagem e a mobilização, segundo a Federação Mundial de Musicoterapia (World Federation of Music Therapy).

A prática tem objetivos terapêuticos, ajudando o aluno a alcançar suas necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. Deve ser introduzida por um musicoterapeuta qualificado a um grupo de alunos ou individualmente. Seu objetivo é desenvolver potenciais e restabelecer funções do indivíduo para que ele obtenha melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou tratamento de suas disfunções.

A musicoterapia para crianças, jovens, adultos com necessidades especiais e idosos é bem diferente de uma aula de música tradicional, onde se busca aprender sobre teoria e aprimorar a parte prática com alguns instrumentos. Na musicoterapia, trabalha-se com a promoção de saúde.

Durante as sessões em grupo ou individuais, os pacientes melhoram as relações sociais, trabalham fortemente a expressão corporal e coordenação motora. A exploração das notas e ritmos desenvolvem a capacidade de comunicação oral e a leitura. A prática também estimula a memória e desenvolve a autoestima.

Outros benefícios da musicoterapia incluem:

  • A música ajuda a reduzir a pressão sanguínea e melhora a frequência cardíaca, diminuindo os níveis de estresse;
  • Melhora do humor e da memória;
  • Desperta o gosto pelos ritmos e instrumentos musicais;
  • Diminuição de sintomas de depressão;
  • Aumento na atenção;
  • Gosto por trabalhos em grupo.

Para quem é indicada a musicoterapia?

Não há restrições de idade. A musicoterapia atende a qualquer tipo de público que esteja em busca de melhor qualidade de vida. Entretanto, a terapia vem sendo cada vez mais adotada como atividade multidisciplinar para ajudar crianças e adultos com necessidades especiais e idosos. As sessões devem ser semanais, podem ser individuais ou em grupo e têm duração aproximada de 50 minutos.

O musicoterapeuta irá trabalhar com as necessidades específicas do indivíduo e da turma. A musicoterapia para crianças com síndrome de Down, por exemplo, pode trabalhar habilidades cognitivas, motoras e sócio emocionais. Já adultos e idosos com a síndrome podem se beneficiar do mergulho na música para abordar aspectos sociais e psíquicos, melhorando sintomas da depressão e acessando memórias, sempre importantes para desenvolver o autoconhecimento.

A prática não precisa ficar restrita às sessões e pode se estender também para a casa, com a família participando para acelerar o desenvolvimento.

Outro grupo que pode acessar a musicoterapia é o das crianças com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo). As sessões ajudam a montar habilidades musicais para desenvolver a percepção auditiva, o que beneficiará a criança em todas as suas formas de comunicação e autoexpressão . Nos encontros, eles poderão, por exemplo, criar músicas com letras que relembrem atividades diárias ou pessoas de contato próximo, a fim de estimular e reforçar os laços familiares.

Musicoterapia no Canto do Batuque

O Canto do Batuque trabalha com musicoterapia, oferecendo estrutura adequada e musicoterapeutas habilitados para esta finalidade.

Oferecemos um ambiente inclusivo, com alunos e pacientes com TEA (Transtorno de Espectro do Autismo) e Síndrome de Down, por exemplo, trabalhando juntos às demais crianças, sem distinção e com tratamento igual para todos. Esse acolhimento é tão importante quanto os demais benefícios oferecidos pelas sessões por promover a empatia e a socialização entre os participantes presentes.

Quer saber mais sobre musicoterapia? Entre em contato!